Posts marcados ‘depressão’

Transtorno Bipolar

Bom Saber: Dopamina

A dopamina é um importante neurotransmissor no cérebro, produzido por um grupo de células nervosas, chamadas de Neurônios Pré-Sinápticos, que atuam no cérebro promovendo, entre outros efeitos, a sensação de prazer e a sensação de motivação.

Precursora natural da adrenalina e da adrenalina é um estimulante do sistema nervoso.

As anormalidades da dopamina estão relacionadas as patologias de desordens psíquicas tal qual à Esquizofrenia (desbalanceamento com excesso na via dopaminérgica mesolímbica e escassez na via mesocortical), e também estando associada ao Mal de Parkinson (escassez na via dopaminérgica nigro-estriatal.

A dopamina está por trás da dependência do jogo (inclusive eletrônicos), sexo, do álcool e de outras drogas.

Em doses baixas (0,5 a 2 mcg/kg/min) atua predominantemente sobre os receptores dopaminérgicos, produzindo vasodilatação mesentérica e renal.

Em doses baixas a moderadas (2 a 10 mcg/kg/min) também exerce um efeito inotrópico positivo no miocárdio resulta um aumento da contratilidade do miocárdio e do volume de ejeção, aumentando então o gasto cardíaco.

Com doses mais elevadas (10mcg/kg/min) ocorre estímulo dos receptores alfa adrenérgicos, produzindo um aumento da resistência periférica e vasoconstricção renal.

 

Sabe-se que a Dopamina está relacionada ao pensamento. Se aumentar a dose de Dopamina, o indivíduo tem manias, se diminuir a dose, ele tem depressão. Obs.: Esquizofrenia é excesso da atividade dopaminérgica.

 

A dopamina é um farmaco administrado endovenosamente, restrito a hospitais.

Tem utilização no tratamento de alguns tipos de choques

A dopamina é contra-indicada para pacientes portadores de feocromocitoma, bem como na presença de taquiarritmias ou fibrilacao ventricular.

Nuvem de tags