Posts marcados ‘bom’

É vida que se segue…

O importante é seguir em frente e pensar em algo melhor, não que o outro não tenha sido bom, foi, mas pensar em uma situação que nos favoreça.

Sentir mais, amar mais, tocar mais, apaixonar mais, eu me lembro de quando está apaixonado era bom, agora só doí.

Mas, cabeça erguida e bola pra frente continuemos nessa vida que muito nos surpreende continuemos desvendando esse mundo humano que muito nos diverte.

 

Anúncios

Novidade!!! TTT

10 de abril… Comemorando mais um aninho e imaginando que presente seria massa me dar!!!

                Queria algo que fosse presente mesmo, não algo que eu precisasse, mas que simplesmente me alegrasse sem ter um objetivo definido, só o de me fazer feliz no dia.

                Depois de horas de sono, uma tarde de novelas, cheguei ao pensamento: – Eu amuuuhhh tattoo’s seria bom eu me dar uma.

                Segundo depois: – mas como fazer se o tatuador que eu costumo fazer tem que marcar meses antes?!?!?!? E eu queria agora, nas comemorações do aninho.

                À noite: – Vou pesquisar uns desenhos, não quero nenhuma ideia que tenha tido antes, quero algo novo, como novo será esse começo de ano. E nunca foi tão rápido escolher um desenho.

                Noite adentro fui pegando um detalhe de uma tattoo tentando encaixar com outro detalhe de outra tattoo…

 

 

 

11 de abril… A ideia fixou na minha cabeça, tá decidido eu quero uma tatuagem.

                Definir local, braço, pulso, costa, costela, perna, pé?!?!?!?

                Depois de algumas muitas horas no PC longe do Facebook consegui montar o desenho, do jeitinho que eu queria. “Qualquer coisa eu peço ajuda do tatuador”.

                Depois de muita música alta, lágrimas jorradas, novelas assistidas, pensamento: – Onde eu vou fazer essa tattoo? Prefiro ser roubada financeiramente que o cara fazer “merda” na minha pele.

                No fim imprimi uns três desenhos para ajudar o cara a montar a tattoo.

12 de abril… Lembrei:  -Quando eu estudava tinha um estúdio em frente ao colégio e pesquisando um pouquinho na internet sobre o tatuador, me enchi de coragem e fui lá.

                Rezando pro cara saber desenhar cheguei com os desenhos e comecei a conversa.

                Só tive a certeza que ele conhecia do negócio quando tudo terminou, ficou linda. Exatamente do jeito que eu queria, ele deu sua opinião, fez algumas modificações e deu tudo certo.

                Eu felizona.

13 de abril…

                Já fazia tanto tempo que não tatuava que tinha me esquecido do terror nos primeiros dias, o excesso de tinta sai, o troço arde, você fica meio neura com medo de borrar com a unha, com a esponja ou batendo em algum lugar, tem a história do plástico que esquenta, sua… Fica triste. Quem não tem costume acha que o desenho tá derretendo e vai sumir. hehehehehehe

14 de abril…

                A vida continua, o trabalho aparece, a tattoo continua saindo o excesso de tinha, mas menos, o plástico continua água morna, limpeza, pomada enfim todos os procedimentos que os tatuadores repassam pra gente ter um cuidado todo especial, minhas saidinhas pela manhã dei um tempo, agora só com roupa que cubra afinal pegar sol nos primeiros dias de tattoo é muita irresponsabilidade.

Nuvem de tags