Arquivo para a categoria ‘P.2’

Deliiciiaaaa….

Tudo corre a nosso favor?!!??!

Como assim?

Na quinta(31032011) resolvi não fazer a prova do Floriano pois não tinha estudado nada então fui para casa mais cedo.

Milagre um.

Pois quinta feira chegar em casa cedo…

Mas um susto interrompe meu percuso

Quero dizer um acidente interrompe meu percurso.

Pego o ônibus do bezerra e quem estava lá??

@@@@@

Caralho, que isso, ele não é do náutico?

Naquele dia, especialmente naquele dia ele não havia sido escalado pra linha que ele trabalha e foi jogado no bezerra.

Eu peguei a empresa do índio porque até que superei o fato de não querer pegar mais a empresa.

Então fomos conversando, fiz duas viagens com ele, ele não deixou descer claro, segurou minhas coisas – ele sabe que eu sei dá minhas fugidinhas como fazia no começo de tudo – até que chegou à hora do lanche dele.

Ficamos lá fora na garagem externa dentro do ônibus, minha sorte era que eu estava meio doente. Virose.

Mas uma brincadeirinha inocente não faz mal a ninguém.

E ele amou.

Claro o maior beneficiado foi ele. Mas também depois de quase três anos e nunca ter rolado nada, estranho, né!?!?!

Reencontross…

Nem acredito.

Ontem sai do trabalho e fui direto para casa, daí no meio do caminho me deu um desejo de comer pastel do pastel da hora, resolvi parar e comprar pra viagem, quando fui pra parada estava esperando um bezerra até porque é mais vago, passou vários ônibus, eu quase ia entrando num messejana, o bezerra não vinha o que veio passou do outro lado da pista, vinha um Náutico e como tava vago e outras pessoas deram sinal eu aproveitei e entrei, quando fui passa pela catraca, quem estava lá.!?!?!?!?!?!?!

O Pedro… Aff… Tanto que eu gostei desse homem.

Ele olhou pra mim, eu olhei pra ele, baixei a cabeça, daí olhei de novo e percebi que era Lee, acho que ele se tocou de cara quem eu era, dei aquele sorriso e disse – não acredito… Ele logo começou a rir. Tive que parar próximo dele e conversar pra saber da vida da pessoa, ele foi logo dizendo que eu não lembrava o nome dele, que tolo, mal sabe ele que por muito tempo gostei dele.

Ele só ficou quieto depois que falei.

Pedro! Pedro!

Faz tempo que não via ele.

O conheci assim que comecei na Fort couro pegava ônibus com ele toda noite.

Para minha sorte era intervalo dele, então ficamos no carro… Conversando… Sabe né… Amigos de longas décadas… Ele foi logo contando pro motorista que eu era amor antigo… A tá!!!!

Nuvem de tags