Arquivo para a categoria ‘Computadores e a Internet’

Você Acredita?

FANTASMAS DO TSUNAMI

Sobreviventes do tsunami que atingiu a Ásia no fim de Dezembro de 2004 dizem estar vendo fantasmas, inclusive, alguns recorrem a exorcismos usando até pizza para tentar “acalmar as suas almas”.
Lek, por exemplo, fica nervoso ao falar dos passageiros que entraram em seu triciclo motorizado na noite de 6 Janeiro de 2005.

“Vá para Kata Beach”, disseram para ele sete turistas estrangeiros depois de concordar em pagar uma tarifa de 200 Baht, segundo seu relato. Ele conduziu por um tempo, mas depois sentiu todo o corpo amortecido.

Olhando em volta, ele viu o seu veículo vazio. Lek teve o que acredita ser um encontro com fantasmas que, muitos dizem, estão assombrando as praias e estâncias da costa tailandesa.

E os amuletos que ele usa no pescoço não o estão ajudando a dissipar seus temores.
“Eu não consigo superar isso. Eu tenho que arranjar um novo trabalho. Eu tenho uma filha para sustentar, mas estou apavorado demais para trabalhar à noite”, disse ele.

Na praia de Patong, místicos chineses chegaram mesmo a executar exorcismos nas semanas depois da tragédia. Monges vestidos de branco da seita Pu Ta Gong oraram e ofereceram alimentos aos espíritos.

Oferendas especiais de pizza foram incluídas para espíritos de estrangeiros. Roupas, papel e dinheiro foram queimados para ajudá-los a passar para o “além”.

Outras aparições que foram notificadas incluem uma mulher estrangeira cujos gritos ecoam pela noite dos escombros de um hotel que foi bastante atingido pelos tsunamis. Um guarda de segurança do local já deixou o emprego porque não aguentava mais a situação.

Em Khao Lak, uma família local diz que seu telefone toca constantemente dia e noite. Quando se atende o telefone, ouvem-se vozes de amigos e parentes gritando por socorro.

ZeradA

Nunca vi frase tão apropriada para a situação atual da saúde no Brasil.

… a saúde está zerada e os pacientes estão morrendo…

PittY + TatuaGens

Fale um pouco sobre suas tatuagens:

Eu comecei a me tatuar quando eu tinha 15 anos. A minha

primeira tattoo foi uma rosa na perna e eu escolhi, logo

de cara, uma parada grande. Todo mundo quando começa

a tatuar, fica naquela de fazer tattoo pequenininha pra

ver qual é, mas eu não tava nem aí,

mandei logo um desenho e grande e depois não parei

mais. Hoje eu tenho… Ah, nem sei mais… Acho que estou

com uma 13 tattoos, parei de contar faz um tempão,

já! (risos)

Você já se arrependeu de alguma

delas?

Não, nunca me arrependi de nenhuma, muito pelo

contrário. Tenho vontade de fazer mais e mais.

Eu agora só estou tomando ainda mais cuidado

para escolher, porque o espaço tá acabando.

(risos) Isso está me deixando triste…(risos)

Estou escolhendo bem melhor, porque, daqui a pouco,

não vou ter mais onde tatuar!

Você acha que o preconceito em relação

à tatuagem tem diminuído?

Eu acho sim. Da época que eu comecei a me tatuar,

pra cá, já diminuiu bastante, mas ainda

existe.Antes de a minha banda dar certo assim, eu tive

vários trampos normais e várias vezes

eu senti que minhas tattoos eram empecilhos. Eu sempre

tinha que estar com blusa de manga, porque já

tinha o braço feito…

Chegou a ter problemas por causa das tatuagem?

O braço foi uma das últimas partes que

tatuei, porque fica mais exposto e, como eu morava em

Salvador, era difícil usar camisa de manga, por

causa do calor. Quando eu pensava no meu braço

eu ficava naquela “pô… não vou

conseguir arrumar nenhum trampo, tô fudida…”.

Eu precisava da grana pra viver, porque não tinha

pai e mãe pra me sustentar. Mas depois, também,

pensei: “Ah, que saber? Vou é comprar essa

briga!”. Daí, tatuei braço e antebraço,

que é ainda mais exposto. Cara! A gente tem mesmo

é que trabalhar pra derrubar esse preconceito,

né?

Tem algum tatuador aqui no Brasil, que seja

o seu preferido?

Tem. É o Álvaro Tattoo, lá de Salvador.

Ele é o cara que faz as minhas tattoos. É

um cara em quem eu confio totalmente, a ponto de fazer

free hand em mim. Ele sempre me dá umas idéias

legais. Sou muito fã do trabalho dele.

Você já mandou tatuagem free hand?

Já. Esse fundo aqui (aponta a tattoo do ombro

direito) foi feito por Álvaro. Cheguei pra ele

e só dei a idéia: “Velho, eu curto

estrelas, faz aí umas estrelas vazadas e viaja…”

(risos) Daí ele mandou ver no free hand. Curti

bastante a decisão de não ter nada preto

nesta tattoo.

Para a sua próxima tatuagem, já

tem alguma idéia?

Cara, já tem uns cinco desenhos que eu tenho

vontade de fazer, mas ainda não sei exatamente

qual deles eu quero… (risos) Queria tatuar minha banda

aqui (mostra o braço), só que tipo desenho

de criança, sabe? Faria os quatro em bonequinhos

de palito.

E a última, qual foi?

Acabei de fazer esta daqui. (mostra uma clave do sol

na parte interna do antebraço) Tô curtindo

ela ainda, mas quando passar essa onda, sei que vou

acabar querendo fazer mais! (risos)

Como esquecer alguém?

Se eu tivesse a solução mágica para isso, certamente estaria rica nesse exato momento.
É nessa hora que aparecerão conselhos e mais conselhos de todos os tipos, alguns bons, outros nem tantos. Todo mundo sabe que o melhor mesmo é deixar o tempo passar. Ok, o tempo cura tudo, e cura mesmo, mas e enquanto ele não passa, o que fazer?

1) Sofra

Por incrível que pareça esse é sempre o primeiro conselho. Pular o luto, é adiar o sofrimento. Então deixe as musiquinhas felizes e baladas super animadas para o momento certo. Sofra o que tiver que sofrer, seja um dia ou uma semana, mas sofra o suficiente para não precisar sofrer parceladamente depois.

2) Perdoe

O principal motivo para se empacar em alguma relação que já passou mas o sentimento ainda não, é não conseguir perdoar. Somos acostumados a achar que teremos em dobro tudo o que fizermos. Mas a vida não é tão justa assim. Na maioria das vezes você vai fazer, fazer e fazer, e nunca terá nada em troca. Você pode até achar que perdoando está livrando a pessoa de toda a culpa que ela tem, mas na verdade o perdão só irá fazer bem a você, te livrando de toda a raiva que carrega. Você não precisa dizer o quão merda uma pessoa é. Ela sabe e terá que conviver a vida toda com as merdas que fez. Os erros foram dela, e ela que conviva com isso. Você não precisa dividir mais esse fardo.

3) Não virem amigos

Virar amigo de ex logo após o término é como querer virar vegetariano no meio de um churrasco. Não funciona e você sofre mais ainda. Isso limpa a consciência pesada que o outro lado está sentindo, mas fode mais ainda a sua cabeça. Não dá para tirar alguém de dentro de você, se essa pessoa ainda permanece constantemente no seu dia a dia. Se essa pessoa te tirou da vida dela, faça o mesmo.

4) Não se importe com o que a pessoa vai pensar

Muitas pessoas te dirão “Não dê o gostinho ao outro lado de saber que você está sofrendo”, mas quer saber? Foda-se. Sim, foda-se o que a pessoa irá achar do que você teve que fazer para esquecê-la. Não importa mais.
Você não pode se sentir culpado por simplemente estar sentindo a ausência de alguém. Porque você deveria se importar com o que pensa ou deixa de pensar alguém que você quer esquecer? Se é para esquecer, então esqueça direito!

5) Jogue no lixo tudo o que te fizer lembrar

Delete telefones, e-mails, mensagens. Jogue fora cartas, presentes, fotos, bilhetinhos. Tudo. Você não vai precisar de nada disso para relembrar do que tiveram. Tudo o que você precisa já está dentro de você, e não existe botão de delete capaz de apagar. Se agarrar a pequenas demonstrações de carinho só fará com que o passado se mantenha cada vez mais presente. Ou você acha mesmo que seguirá em frente acordando todas as manhãs e dando de cara com o retrato da viagem que fizeram nas últimas férias? O passado passa. Ele tem sempre que passar.

6) Ocupe-se

Comece um novo curso, faça uma viagem, escreva um livro, organize seus albúns de foto, mude o visual, compre roupas novas; enfim, faça algo por você que ocupe a sua cabeça e te faça sentir bem. Pare de sentir pena de você mesmo. Ficar em casa olhando para o teto não resolverá nada. Ninguém baterá na sua porta para te entregar uma garrafinha mágica de felicidade.

7) Suma

O momento mais difícil é sempre quando o outro insiste em procurar. Se a pessoa não está te ligando para se desculpar dos erros que cometeu com você e pedindo para que tenham um novo começo, leve em consideração que você pode ser apenas um alvo fácil e frágil disposto a saciar a carência momentânea do outro. É isso mesmo o que você quer?

8 ) Não tenha pressa em conhecer outras pessoas

Não sou a favor da teoria de que só se esquece um amor com outro amor. Das vezes em que tentei isso, percebia que estava na verdade desesperadamente tentando ocupar aquele buraco com pecinhas que nunca se encaixariam. Antes de gostar novamente de alguém, é preciso faxinar tudo o que ainda não foi embora do que já passou. E a cima de tudo, não envolver uma terceira pessoa em algo que ela não tem culpa nenhuma. Não transfira a sua dor para alguém que não teve nada a ver com ela.

9) Um dia de cada vez

Abstinência de um amor funciona como abstinência de qualquer droga. Você acha que vai enlouquecer, quer a todo custo e se não tomar uma atitude, pode ficar nessa para sempre. Não pense a longo prazo, pense em não procurar por apenas aquele dia, e no dia seguinte faça o mesmo. Cada vez que cair em tentação, tudo o que fizera antes, vai direto pra privada e você volta ao ponto de partida.

10) Ame-se

Pode parecer conselho de mãe, e realmente é, mas é um dos passos mais importantes. Você viveu a sua vida toda sem aquela pessoa, e viveu bem, porque não poderia voltar a viver sem? Você não precisa de ninguém que não precise de você, e quanto mais se sentir a pior pessoa do universo, menos conseguirá seguir em frente. Você se sente meio merda, meio feio, meio burro, meio não merecedor de amor, mas quando começar a se amar e voltar a se sentir no topo, vai perceber que aquela pessoa que antes parecia a pessoa perfeita pra você, na verdade nem era tudo isso.

11) Não se traumatize

Pessoas inteligentes transformam experiências negativas em aprendizado, nunca em trauma. Se você levou uma porrada hoje, levante-se e siga em frente, nem que seja para levar outra. Viver eternamente com medo não é viver, é sobreviver.

 

Fonte: http://corramary.com

África = Fome

***

Africanos famintos.

Você ainda acha que sua vida é uma merda!

Perfeito: O Homem que é homem!!!

Mas como usar minha energia masculina?

Vou te dar o exemplo clássico. Coloque sua guria na cama em uma posição confortável e dê a ela uma sessão dupla de pica grossa non-stop sem intervalo comercial.

E no final, descarregue toda sua energia com suas sementes da felicidade. Nada deixa uma mulher mais contente do que receber toda nossa “potência”. E, logicamente, gozar com ela.

Uma dama bem comida vai cozinhar para você, fazer cafuné no seu cabelo e te chamar de docinho de côco com rapadura.

Há outras maneiras de usar sua energia masculina, claro. Ascenção pessoal, demonstrações de força, poder, autoridade, decisão, independência e bla bla bla. E não se preocupe com o que ela pensa ou deixa de pensar a seu respeito.

Sua namorada é do tipo que desabroxa ao lado de um homem-homem. Quanto mais você usar seu lado beija-flor, mais distante e silenciosa ela vai ficar. Isso é tudo que precisa ter em mente.

Dr. Love, consultor amoroso e cachorrão nas horas vagas

 

Site Papo de homem muito bom.

Uma lição de vida: Determinação

Kiwi, não a fruta que conhecemos mas sim um passaro que não pode voar. Imagine a frustração, como se fosse uma criança que não pudesse correr. Claro, toda a criação tem seu objetivo na natureza, então o Kiwi ou melhor dizendo, com a devida tradução  QUIVI, é um bicho curioso.

 

Fonte:http://santanagledson.wordpress.com/

 

Muito bom esse vídeo mostra que a determinação pode suprir qualquer dificuldade que possamos ter.

Nem sempre nascemos com as qualidades que queremos ter, nem sempre conseguimos as coisas da forma que desejamos, mas determinação é mais que tentar, tentar e tentar é buscar no desejo caminhos diferentes, formas diferentes de alcançar um objetivo, somo inteligentes e dotados de sentimentos de guerreiros só temos que por em pratica e sonhar com o coração, pois o cérebro fará todo o resto.

Nuvem de tags