O que dizer quando o cara diz que se masturbou pensando em você na noite passada?

É meio hilario pra mim, mas ao mesmo tempo fico lisonjeada, imagina eu sendo objeto de desejo e de excitação para uma punheta.

A alguns dez anos atrás eu diria: – Que horror. Ficaria ofendida e tudo, mas na maturação intelectual que hoje já tenho, consigo imaginar que não só ele compartilha de momentos assim, sendo eu sua inspiração, como também alguns muitos amigos coloridos que já tive.

E o que dizer das aventuras sexuais virtuais que vivi com Picasso, e quantas vezes ele não deve ter ficado de pau duro e corrido para o banheiro do estúdio ou se aconchegado melhor na cadeira do quarto só pra bater uma após ou enquanto trocávamos conversas picantes pelo MSN.

É impossível não se excitar com uma descrição detalhada do que se quer fazer na cama.

Pena eu não tenha gravado uma dessas conversas só pra desopilar nos ias mais frios.

Algo quase nunca confessável, pode acender uma chama difícil de apagar, a do ego.

Mas confessar uma punheta homenageada com as palavras certas e no momento propicio pode sim deixar de ser algo vulgar ou nojento – para as mais santinhas – e se tornar em um aquecimento para buscar compensar uma solitária masturbação transformando-a em um momento de sexo quente a dois.

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: