E as lagrimas não se contem é como se a alma quisesse abandonar sentimentos inúteis através de águas derramadas por um espírito desequilibrado.
E não contenho essas águas na busca incansável de levar-me dessas angustias dessas perdas e tristezas para assim renovar-se em uma nora era.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: