Rob Thomas

Sempre o Mesmo

Nós fomos tirados de ervas daninhas
Nós fomos bravos como soldados
Caindo sobre a pálida luz da lua
Você estava se segurando em mim
Como alguém arruinado
E eu não pude te dizer, mas estou dizendo agora
Apenas deixe-me te segurar enquanto você está desmoronando
Apenas deixe-me te segurar e nós dois cairemos
Conte comigo
Diga-me tudo o que você quer que eu seja
Pra sempre com você, pra sempre em mim
Sempre o mesmo
Nós ficaríamos ao vento
Nós éramos livres como a água
Fluindo
Sob o calor do sol
Agora está frio e nós estamos assustados
Nós dois fomos abalados
Olhe pra nós
Cara, isso não precisa ser o fim
Apenas deixe-me te segurar enquanto você está desmoronando
Apenas deixe-me te segurar e nós dois cairemos
Conte comigo
Diga-me tudo o que você quer que eu seja
Pra sempre com você,
pra sempre em mim
Sempre o mesmo
Me chame
Eu estarei lá para você
e você estará lá para mim
Pra sempre é você,
pra sempre em mim
Sempre o mesmo
Você pode precisar de mim lá
pra carregar todo seu peso
Mas você não é nenhum fardo, eu garanto
Você me envolve
com um calor que eu nunca esquecerei
Mas eu só posso te dar amor
Conte comigo
Diga-me tudo o que você quer que eu seja
Pra sempre com você,
pra sempre em mim
Sempre o mesmo
Me chame
Eu estarei lá para você
e você estará lá para mim
Pra sempre é você,
pra sempre em mim
Sempre o mesmo

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: