Arquivo para 20/08/2011

Pra agitar… David… Sempre…

Dia maravilhoso…

Hoje revi duas meninas lindas que fizeram parte da minha vida FC.

Dois anjos de asas quebradas.

Ia ao centro pra comprar o tal sapato pro estagio aproveitei pra avisar pra Lú que tava no centro e pra ela vir me encontrar já que a gerente da loja não sente tanto prazer por me ver na sua loja.

Quando deu o horário do seu almoço ligou para mim e logo atende e ainda trouxe a Gleici. Adoro.

Conversamos muito, sobre minhas coisas e sobre os acontecidos nas vidas delas.

Fiquei super feliz.

Sinto-me muito bem com elas, são como açúcar na minha vida.

Pena que passa logo e então fui a loja só pra dá um abraço na prima, nem cheguei a entrar direito e ir até o balcão? Nem pensar.

Às vezes eu não quero fingir, só isso.

A Lú acabou me contando que encontro o M….. E disse que estava magro. Que ele perguntou por mim.

Ai meu Deus.

Quantos mais terei que abrir mão para fazer o que dizem ser certo?

Foi mais de um ano de convivência, ligações e encontros únicos.

E eu nem acredito que tive coragem de terminar tudo. Com o coração em pedaços, querendo dizer outra coisa eu disse não.

Fiquei com vontade de ligar pra saber se tava tudo bem, mas NÃO.

Tenho que ser firme e se acabou, acabou.

Às vezes dá pra ser amigo, quando o sentimento se transforma, mas em raras vezes não dá, porque o sentimento simplesmente não se foi. Fica ali dentro de você corroendo seus outros sentimentos.

 

 

Ressaca moral do dia anterior…

Mas foi divertido.

 

 

Skyscraper

Arranha-céu

Demi Lovato

Os céus estão chorando
Eu estou assistindo
Pegando as lágrimas em minhas mãos
Somente silêncio, tem o seu fim
Como se nunca tivéssemos tido uma chance
Você tem que me fazer sentir como se
Não restasse nada de mim?

Você pode pegar tudo o que eu tenho
Você pode quebrar tudo o que eu sou
Como se eu fosse feita de vidro
Como se eu fosse feita de papel
Vá em frente e tente me derrubar
Eu vou me levantar do chão
Como um arranha-céu
Como um arranha-céu

Enquanto a fumaça se dissipa
Eu acordo e desembaraço você de mim
Você se sentiria melhor
Assistindo enquanto eu sangro?
Todas as minhas janelas ainda estão quebradas
Mas eu ainda estou de pé

Você pode pegar tudo o que eu tenho
Você pode quebrar tudo o que eu sou
Como se eu fosse feita de vidro
Como se eu fosse feita de papel
Vá em frente e tente me derrubar
Eu vou me levantar do chão
Como um arranha-céu
Como um arranha-céu

Vá corra, corra, corra
Eu vou ficar bem aqui
Vendo você desaparecer, yeah
Vá corra, corra, corra
Sim, é um longo caminho a percorrer
Mas eu estou mais perto das nuvens aqui em cima

Você pode pegar tudo o que eu tenho
Você pode quebrar tudo o que eu sou
Como se eu fosse feita de vidro
Como se eu fosse feita de papel
Vá em frente e tente me derrubar
Eu vou me levantar do chão
Como um arranha-céu
Como um arranha-céu
Como um arranha-céu
Como um arranha-céu
Como um arranha-céu

Nota

De novo e de novo…

E sempre me faz perder toda a noção do que é certo ou errado.

E sempre me surpreende com tanta dedicação.

Não sei o que é. Ou sei e não quero ouvir de minha própria boca.

Mas eu amo todo minuto, toda conversa, todo jeito único que tem.

Me faz querer cuidar, mimar, me faz querer dedicar cada segundo a ele.

E eu adoro sentir isso.

É raro sensações assim, mas quando acontecem são únicas.

Sou viciada em cada parte, em cada membro e em tudo que vem dele.

Não quero, não devo… Não tá certo… Mas não consigo dizer não.

Não consigo.

Nuvem de tags