Arquivo para 24/07/2011

Redes sociais

Nada melhor que
sentar e conversar

Principalmente quando
é alguém que você não conhece bem.

Há muitas pessoas
que convivo e que tenho trabalhado, passado momentos legais e que não conheço
tanto assim.

Mas isso mudou
ontem quando passei tempo e tempo conversando com uma menina linda por dentro e
por fora.

Conhecer outras
pessoas é sempre uma fonte de conhecimento, você aprende algo novo e tem
sentimentos se renovando dentro de você.

Tudo isso vindo
apenas de uma conversa que não custa nada.

Amei a feira
ontem.

Muito produtiva.

E por causa dessa
amizade nova não resiste e criei meu perfil no facebook.

Pra quem estava
pensando em sair do Orkut

.

Mas é isso mesmo
um dia eu excluo tudo isso ai e me mando.

Os cômicos de morar sozinho…

Morando sozinho…

 

Para a psicóloga e psicoterapeuta Olga Tessari, são vários os motivos que
podem levar uma pessoa a querer morar sozinha, dependendo disso para o possível
sucesso dessa empreitada. “Se for uma opção pessoal, ela quer ter a sua
liberdade, a sua independência e está consciente dos problemas e dificuldades
inerentes a esta escolha”, considera. “Quando é a necessidade que leva a pessoa
a morar sozinha, seja por conta de ter que estudar ou de trabalhar
longe de sua casa, nem sempre ela deseja morar só ou está pronta para lidar com
as dificuldades. Já para aquela pessoa que foge de uma realidade ruim
dentro de sua casa, qualquer situação é melhor do que aquela em que vivia,
embora ela possa vir a sofrer ainda mais por conta de outros problemas
relativos ao fato de não ter tido um planejamento para esta mudança”.

 

A psicóloga Olga Tessari coloca a necessidade de se refletir bem antes de
tomar uma decisão dessas, vital para o andamento futuro da própria vida. “Para
que a experiência seja positiva, é preciso refletir sobre os fatores que podem
atrapalhar essa nova vida, tais como a solidão, a desorganização, a falta
de responsabilidade para com os gastos e com os cuidados da casa,
aprendendo a administrar o seu tempo para que mantenha sua casa e suas coisas
em relativa ordem”, orienta.

 

E para quem já se decidiu por
morar sozinho, aí vão algumas dicas dadas por quem já está nessa estrada há
algum tempo: “Verificar a proximidade com utilidades públicas e domésticas,
mercados, bares, padarias, pois, eventualmente, quem mora sozinho come fora.
Posto de saúde também, pois se você ficar doente a mamãe não estará lá com o
chazinho, e posto policial, para a sua segurança. E um bom relacionamento
com o porteiro, pois ele sempre te socorre nos momentos de urgência, como indicar
uma lavanderia mais barata, trocar um chuveiro”, elenca Gisele.

 

 

Neto avisa que os primeiros
meses são difíceis e pede que todos tomem cuidado com as contas, dos principais
“vilões” apontados pelos entrevistados: “Tem que ser organizado e ter grana
para arcar com essas despesas todas”. Chagas sugere que se converse bastante
com quem experimentou essa vivência, assim como com amigos, pais. E finaliza de
modo bem-humorado: “Leve sempre essa frase com você: ‘A toalha que você deixa
em cima da cama depois do banho, nunca mais vai voltar sozinha pro banheiro’”.

 

 

Dra Olga Inês Tessari

Autora
do livro “Dirija a sua vida sem medo”

Escritora
– Palestrante – Pesquisadora – Supervisora – Consultora

 

Deixo aqui algumas dicas que considero importantes – mas é a MINHA
opinião, cada um é cada um:

1-
Pesquise:
não saia alugando/comprando a
primeira oferta que encontrar. Opte pelo imóvel que tem mais a ver com você e
que atenda às suas necessidades. Se você vai morar só – sem amigos ou namorada
(o) – não precisa de 3 quartos, suíte, 3 garagens, etc. ECONOMIZE.

2-
Reflita:
você está preparado
(psicologicamente e financeiramente) para assumir essa responda?

3- Saiu
de casa?
Então dê folga para seus pais.
Não fique levando trouxas de roupas pra coitada da sua mamãe lavar. Se for
levar algo para ela, que seja um bolo em uma visita, uma torta, um presente,
enfim, leve tudo… menos trabalho que você mesmo possa fazer.

4-
Instale um equipamento VoIP
para fazer ligações mais
baratas para sua antiga residência. Dessa forma, você poderá passar horas ao
telefone com todos que ficaram e economizar.

5- Não se
mate pra deixar impecável um imóvel que não é seu.
Faça o
necessário para deixar o ambiente agradável e guarde grana para um investimento
próprio, pois a manutenção da casa de aluguel é de responsabilidade do dono,
não sua.

6- Compre
somente o necessário:
nada de esbanjar em compras e
depois deixar tudo estragando no armário. Desperdício não tá com nada.

7- Anote
os gastos:
saiba bem para onde seu dinheiro
está indo. Faça um balancete para saber em que partes da vida você tem gastado
mais, caso contrário irá trabalhar pra pagar contas.

8- O que
comprar de início:
CAMA DE CASAL, TV, GELADEIRA,
FERRO DE PASSAR e FOGÃO/MICROONDAS. Tendo isso e uns cabides pra pendurar as
roupas, já é, você está pronto!

9- Tente
alugar algo perto do trabalho ou de uma estação do metrô:
evite
trânsito, gastos com gasolina, estacionamento, seguro. Já pensou em ir
trabalhar andando? Que beleza!

10- Por último, mas não menos importante – NÃO saia brigado de casa!
Galera, não tem coisa pior para um pai ou para uma mãe ver que um filho está
saindo de casa chateado, magoado, ou qualquer outra coisa. Saia de casa porque
você deseja crescer, evoluir, e não por ego ferido. Deixe isso bem claro para
eles. Mantenha as portas abertas para voltar na hora que quiser caso aconteça
alguma merda. Lembre-se: VÃO OS AMIGOS, FICA A FAMÍLIA!

 

 

Morando…. sozinho?

Quando comecei a minha adolescência minhas amigas falavam
em terminar os estudos, começar a trabalhar e ir morar sozinha ou com outras
amigas.

Parecia legal, mas eu sempre achava que seria muito chato
morar sozinho.

Sempre dizia que poderia até morar fora de casa mas se
fosse dividindo com alguém.

Mas sozinho era um porre, pelo menos devia ser.

 

Acontece que anos passaram, trabalhos vieram e foram,
investe em uma profissão, apaixonei, namorei, achei novos amigos, mudei ideais
e agora to pensando.

Próximo passo:

Morar sozinha.

 

Pois é não é que essa idéia veio na minha cabeça e não é de
hoje.

Ah mais de um ano atrás eu tinha que escolher ir morar
sozinha ou começara investir numa profissão.

Bom na época decide pela profissão. E to nessa a quase dois
anos.

Agora que to perto de passar essa fase talvez eu invista na
opção numero dois.

Morar sozinha.

Mas é claro que nada podemos começar assim do nada.

Pesquisei umas idéias e vou amadurecendo isso na minha
cabeça até que eu esteja pronta não só psicologicamente, mas financeiramente também.

Nuvem de tags